Matérias Notícia Trip Report

Trip Report: Warner Madrid – Espanha

Nosso leitor, Lucas Nogueira, viajou no último mês de setembro para a Europa, mais especificamente na Espanha e visitou alguns parques temáticos por lá, o primeiro deles foi o Warner Madrid e abaixo você pode conferir como foi a visita dele: 

Em setembro desse ano, fui até a Espanha visitar três parques que sempre tive vontade de conhecer. Vou contar para vocês como foi minha experiência no Parque Warner Madri.

O Parque Warner era gerenciado pelo Six Flags em seus primeiros anos de abertura, sob licença da Warner Bros, por isso o parque é muito parecido com os Six Flags (tantos nas atrações, quanto a sua temática). Alguns anos depois o parque foi para responsabilidade da Parque Reunidos, que gerencia vários parques pela Europa.

Apesar de se chamar Parque Warner Madri, ele fica localizado em San Martin de La Vega, uma província de Madri que fica a 30Km da capital da Espanha. Para chegar é bem fácil, é possível ir de carro ou de transporte público. Antigamente existia um trem que ia até o parque na estação Parque del Ocio, mas atualmente essa linha está desativada, sendo necessário ir até a estação de Pinto e de lá tem um ônibus circular até o parque em todos os dias de abertura. Outra opção é que todo ano o parque faz uma parceria com uma empresa de ônibus que leva os visitantes diretamente ao local pagando o valor apenas do ingresso (esse ano o pack custa 33 euros). Mas para isso é importante comprar o ingresso com transporte pelo site com antecedência, pois são poucos horários e os ônibus saem lotados.

O dia para a vista ao parque estava lindo, as 9 da manhã já estava 32 graus no final do verão Europeu. Peguei o primeiro ônibus com chegada ao parque as 11, sendo que a abertura era para as 11:30. Durante todo o trajeto várias placas indicando o parque, aumentando a ansiedade de curtir logo as B&Ms.

Chegando no estacionamento já era possível avistar a La Vinganza del Enigma, a Stunt Fall, Superman(depois eu falo sobre essas atrações) e a torre de agua da Warner. Muito emocionante! Na frente das bilheterias a fonte de agua com o símbolo do parque girando, uma sensação indescritível.

dsc08046

Tinha muita gente nas bilheterias devido as promoções (comprando 4 garrafas pequenas de coca cola, você tinha desconto de 20 euros) e isso se juntava com a fila das catracas, ficando uma bagunça enorme na entrada. Assim que as catracas abriram foi mais bagunçado ainda, tinha apenas um funcionário para fazer a revista de bolsas, mas devido ao número de pessoas nem passei pela revista e consegui entrar logo.

Pensei que o parque estaria completamente lotado devido ao fluxo de pessoas e já estava pensando em comprar a pulseira de “Correcaminos”, que garante acesso ilimitado sem fila a quase todos os brinquedos, mas nem foi necessário, pois o público era mais familiar e as atrações radicais estavam bem tranquilas.

dsc08048

dsc08050

O parque é divido em 5 regiões: Hollywood Bullevard (rua principal do parque), Movie WB World Studios (área com temática de estúdios de cinema), Super DC Heroes World (super heróis), Old West territory (velho oeste) e Cartoon Village (área infantil).

Assim que entrei já peguei meu mapa e horário dos shows e comecei minha aventura pelo parque. A rua principal é linda, com uma tematização impecável e que lembra muito a arquitetura americana. Na entrada estava o Tom e Jerry tirando fotos com os visitantes e os recepcionando. A primeira atração do dia foi o Teatro Chino 3D, única atração da Hollywood Bullevard, pois já estava aberto e não tinha fila. O Filme era Happy Feet 3D, mas confesso a decepção devido ser o filme do Happy Feet cortado para caber em 15 minutos sem nenhum efeito 3D. Saindo de lá consegui tirar uma foto com os Flintstones e o Staff super simpático com todos os visitantes.

dsc08052

dsc08057

O Parque foi construído em um formato oval e 100% plano, sendo possível visitar todas as áreas temáticas sem se cansar muito. Peguei o caminho do Movie WB World, onde toda a tematização lembra os bastidores de um set cenográfico, com gruas, holofotes e guindastes. Dei de cara com a Stunt Fall, uma GIB (Giant Inverted Boomerang) da Vekoma com 58,4mts de altura, 90 graus de subida nas duas torres e velocidade de 105,6 km/h, modelo igual a que está desmontada no Mirabilandia. A fila estava bem curtinha, uma ótima forma de começar as atrações radicais do parque. Fiquei impressionado não só pelo tamanho, layout, mas também pelo funcionamento dela, que é muito diferente de uma boomerang. Consegui um assento no meio do trem (tinha uma fila a parte só para os primeiros assentos). Os vagões são formados em 4 bancos, dois juntos e dois separados, isso permite maior emoção no percurso. Foi bem gostoso e rápido, mas em algumas partes a orelha batia forte no colete, mas nada tão ruim a ponto de estragar a atração.

dsc08067

[y=hMs8G6nMyzk height=400]

Depois me dirigi a área mais esperada: Super DC Heroes World, uma área baseada nos personagens da DC, mais especificamente Superman e Batman. Na rua principal era possível ver a Superman / la Atracción de Acero uma B&M de 50mts com 7 inversões e velocidade de 100 km/h. Na frente do prédio tem uma fonte com o logo do Superman, onde o pessoal pode se refrescar.

dsc08083

dsc08085

dsc08097

Toda a fila da montanha russa é tematizada, passando pelo Planeta Diário e usina de energia (detalhe: ar condicionado na fila toda). Os dois trens estavam em funcionamento, ficando super rápida a fila. Quando chegou minha vez, nem acreditei, primeira B&M da minha vida e fui logo na última fileira. Assim que o trem entra no Lift, é possível perceber que o parque foi construído em uma área que parece deserto e isso não é visível quando se está caminhando no parque. O som do lift é uma coisa indescritível, diferente do que estamos acostumados aqui no Brasil. A única coisa ruim é uma leve queda antes da queda principal, pois o trem da uma espécie de freada antes de pegar a velocidade para fazer o percurso. As inversões são ótimas e dá pra curtir bem, mas confesso que na primeira vez senti muito medo. Eles gravam todo o percurso e tiram uma foto entre algumas inversões, é até engraçado ver as caras e bocas dos espanhóis.

dsc08089

img_8750

img_8756

img_8755

[y=dHBpeZnNC5M height=400]

Assim que sai fui para o Top Spin, chamado de Lex Luthor, que também possui uma fila tematizada dentro de um prédio. Esse ride estava super vazio, mas o ciclo estava ótimo, bem demorado.

img_8758

[y=E_UaTkV2geU height=400]

Agora era hora de ir no primeiro show: Loca academia de policia. Um show de atores e carros, numa estrutura parecida com o Extreme Show do Beto Carrero. Apesar o espanhol deles ser bem rápido, achei bem divertido e valeu a pena.

dsc08107

dsc08104

Em seguida fui a Batman la Fuga, uma B&M invertida com altura de 32 mts e 823 mts de extensão, com velocidade de 80 km/h. A fila é tematizada de prisão, como se os bandidos estivessem fugindo e o Batman precisa captura-los. São dois trens com capacidade de 28 pessoas, e os dois estavam em operação. A montanha tem a mesma pequena queda antes da queda principal, e o looping é a melhor das 5 inversões. A única coisa que incomoda é que em alguns pontos, o trem passa tão rápido nas curvas que a trava chega a machucar um pouco.

dsc08122

dsc08128

Enfim, já era 12:30 e tinha ido nas principais atrações do parque. Fui caminhando pela rua tematizada de Gotham até chegar no Old West, passei pelas atrações aquáticas, mas não fui devido as grandes filas. Fiquei encantado com a tematização do velho oeste, tem até um show com vendedor de poções e o tradicional show de Can Can.

Optei por ir diretamente a Coaster-Express, uma montanha russa de madeira fabricada pela Roller Coaster Corporation of America, onde é considerada uma das maiores da Europa com 1.394,2 mts de extensão, 36,6 mts de altura e velocidade de 80 km/h. Os trens foram feitos pela Intamin, com abertura dos lados, dando uma sensação de liberdade durante o percurso. Nesse dia apenas um trem estava em funcionamento, por isso era uma das poucas atrações radicais com tempo de espera maior que 1 hora. Fui em um dos últimos vagões e como toda montanha de madeira, confesso que foi uma tortura de chacoalhar, sai bem arrebentado. O percurso tem dois hélixs e isso dá a impressão que você vai ser jogado para fora do trem durante todo o ciclo.

dsc08144

dsc08148

Sai do velho oeste fui para a Cartoon Village, a região infantil. Claro que mesmo sendo infantil, não pude deixar de ir na Tom y Jerry, uma montanha russa familiar de aço da Zierer. O percurso é bem suave, porém é bem rápido, mal dá tempo de levantar os braços.

dsc08151

[y=ywHe2a6gkDA height=400]


Fui contemplando a área, pois é super bem tematiza com personagens Looneys e da Hanna Barbera, possuindo o maior número de atrações do parque todo. Aproveitei e procurei algo para comer (uma dica: área infantil sempre tem as melhores comidas, na minha opinião é claro), tendo todo tipo de opção:  Buffet, pizza, cachorro quente e lanches. Na lanchonete que fui, o pedido era feito através de máquina de autoatendimento, sendo possível escolher o idioma Português de Portugal, ficando mais fácil realizar o pedido. Lanche saboroso, bem feito e fritas no ponto, valeu para ficar o resto do dia sem comer.

dsc08186

dsc08160

dsc08171

dsc08174

dsc08170

Para fazer a digestão fui assistir o show dos Looney Toons, que por sinal é muito engraçado e não apenas as crianças gostaram, mas os adultos também.

dsc08176

Depois disso aproveitei a fui na última montanha russa do parque, a Correcaminos Bip, Bip. Uma montanha russa de aço da Mack Rides, tematizada com o Coyote do Papaleguas. Foi a última grande atração que o parque trouxe em 2009, com altura de 16 mts e 480 mts de extensão, ela pode chegar a 60 km/h. Mesmo familiar, ela tem alguns air times deliciosos que fazem valer a pena.

dsc08174

dsc08171

img_8785

[y=46cHPXmUPsY height=400]

Aproveitei e tirei fotos na área, visitei a casa do Pernalonga, da Vovó e do Patolino, que em espanhol tem o nome de Pato Lucas. A fonte da área também é linda e bem tematizada.

Agora que já tinha visto o parque inteiro praticamente, voltei para área dos heróis e fui na torre La vengaza del enigma, uma torre de 100 mts com 3 sessões simultâneas. A cada hora do dia elas fazem um ciclo diferente, subida acelerada ou subida lenta (igual o antigo turbo drop). Assim que entrei na fila deu uma parada técnica, as torres estavam sem o ar comprimido. Muita gente saiu da fila, mas fiquei lá para ver. Em alguns minutos o técnico reiniciou o ride, fez uns testes e logo foi liberado. Assim o próximo ciclo eu fui e com o coração na boca. Confesso que pensei que seria ruim, mas o ciclo foi ótimo, suave, fora que a vista era incrível, deu para ver a cidade de Madri ao fundo.

dsc08196

dsc08197

[y=tNZUDnZMGPY height=400]

Logo após fui no show realizado na rua em um palco tematizado de Gotham. O Streetmospher show é incrível. Coringa e Arlequina estão invadindo a cidade, mas o Batman vem para salvar. Possui vários efeitos pirotécnicos, fogo, som e lasers. Única coisa ruim é que por ser na rua, tem que ficar em pé e não dá pra ver o show dependendo do lugar que se está.

dsc08190

dsc08191

Aproveitei e fui na Stunt Fall novamente. Agora no ultimo assento, foi a pior experiência. O trem pega muita velocidade, bate bastante, inclusive passa muito seco na estação, sentindo um tranco maior. Mas valeu o replay.

Em seguida fui conhecer a atração do Zé Comeia, um ride de água interativo. Pensei que quase não ia molhar, mas me enganei e muito. Sai completamente molhado, visto que dentro da atração tem vários pontos que despeja muita água, além dos outros visitantes que te molham do lado de fora do ride.

dsc08136

Assisti à parada com todos os personagens (a parada termina no parque aquático, que estava fechado devido ao fim do verão) e após isso consegui repetir a Superman e ao Batman.

dsc08214

A última atração do dia foi o Hotel Embrujado, que me surpreendeu positivamente. Atenção, tem spoilers agora: Eu acreditei ser um ride de carrinhos ou andando como o Katakumb. Mas ao entrar, vi que ia muitos visitantes por ciclo, por volta de uns 70.

No pré- show, algumas projeções dentro de uma biblioteca de uma mansão antiga explicando a história, claro que não entendi nada rs. São abertas duas portas e os visitantes são divididos em dois grupos. Entramos em um salão enorme de jantar com uma mesa ao centro e um boneco de cadáver de uma noiva caído na mesa. Sentamos de frente para a mesa. Os atendentes pedem que deixemos os objetos soltos na frente e abaixam travas. Nesse momento eu pensei: para que travas????? Bom, assim que os funcionários saem, a boneca se levanta, começa a gritar e as paredes dão voltas de 360 graus, os bancos tremem, além de efeitos de vento e luzes. Nunca tinha visto um ride desse tipo e confesso que foi bem feito.

Sai e comprei um granizado (espécie de raspadinha que os espanhóis adoram), os rides já estavam fechando e ia começar o show de despedida no lago da Movie Studios. O Show cinematic usa efeitos de projeção na agua, com luzes, lasers e fogo. Foram projetados trechos de filmes da Warner, desenhos, muito emocionante.

Já era 23 horas, parque fechando e ainda deu tempo de passar na loja principal e comprar umas lembrancinhas antes de ir embora. Fui embora já sentindo saudades e querendo voltar o quanto antes.

O texto ficou enorme mas queria compartilhar essa incrível aventura. Se você quer conhecer, vale muito a pena.

img_8823

 

Comentários

comentários